Autor: “Pedro Tadeu”

Odiario

Marcelo não conheceu o fascismo?

Pedro Tadeu    08.Mar.18    Outros autores

O Presidente da República fez bem em apresentar as suas condolências pelo falecimento do coronel João Varela Gomes, figura singular de resistente antifascista e revolucionário de Abril. Mas a fórmula que escolheu para se referir ao regime fascista é particularmente infeliz, e é mais do que certo que Varela Gomes a rejeitaria.

Odiario
Odiario

Marcelo não é a personalidade do ano

Pedro Tadeu    29.Dic.17    Outros autores

Pedro TadeuO paternalismo institucional de sabor monárquico com que o actual Presidente da República entende as suas funções estende-se muito para lá da acção governativa. Através de uma omnipresença sufocante nas televisões e nos jornais, retira ao governo, ao Parlamento e, até, aos tribunais a oportunidade de as acções destes outros órgãos de soberania serem assimiladas, analisadas e avaliadas, serenamente, pela opinião pública.

Odiario
Odiario

Marcelo elogia emprego de Durão…Porquê?

Pedro Tadeu*    22.Jul.16    Outros autores

Pedro TadeuNão importa aqui referir o que um outro Marcello, o Caetano, que durante os últimos seis anos do regime fascista esteve à frente do governo, disse sobre o carácter do pupilo e jovem amigo e por que razão lhe vedou o acesso a S. Bento; como pouco importa também o que Pinto Balsemão já disse sobre o carácter do Marcelo Rebelo de Sousa da direção do Expresso, quando Francisco Balsemão era Primeiro-ministro do governo AD, após a morte de Sá Carneiro.
Talvez haja até alguma coerência nos três Marcelos: o de Marcello, o de Pinto Balsemão e o que ocupa o cargo de presidente português.
É que o Goldman Sachs é talvez o mais importante elo do sistema do capital.
E com o patrão dos patrões não se brinca…

Odiario
Odiario

Tudo normal:
Paulo Portas no Mota-Engil

Pedro Tadeu*    10.Jun.16    Outros autores

A constante troca de lugares entre os cargos políticos estatais e dos grupos monopolistas, num e noutro sentido, é uma das caraterísticas do capitalismo monopolista de Estado.
Foi por isso que Pedro Tadeu inicia o título do seu texto com «tudo normal».
Como será normal o seu regresso à política nas mesmas ou noutras funções. Assim foi com Jorge Coelho, com Eduardo Catroga… e assim continuará a ser até ao dia em que o povo português resolva assumir o futuro nas suas próprias mãos.

Odiario
Odiario

Estão mesmo a tentar salvar a nação?

Pedro Tadeu    17.Jul.13    Outros autores

Pedro TadeuOs políticos do PSD, PS e CDS que negoceiam umas frases para um papel onde ficará timbrado o percurso para essa dita salvação nacional são os dirigentes dos partidos responsáveis pelo percurso político de Portugal nos últimos 30 anos. São estes os partidos que levaram o Estado, oito vezes secular, à ruína, à perda de independência económica e ao abandono de uma parte da sua soberania política.

Odiario
Odiario

Os professores em greve traíram ontem o País?*

Pedro Tadeu    19.Jun.13    Outros autores

Pedro TadeuO direito à greve foi transformado numa inalienável hipocrisia constitucional pelo pensamento e o discurso de qualquer governante, militante do PS, do PSD, do CDS ou alegado independente que nos últimos 30 anos tenha opinado sobre a greve. Um grevista é sempre, a priori, acusado por esta gente de estar a fazer mal ao país. É toda uma filosofia política.
É assim que Passos Coelho, não tendo argumentos para contrapor às justas reivindicações dos professores, quer mudar a lei para que estes deixem de ter direito à greve.

Odiario