O governo avança com propostas e medidas que arriscam o futuro da ADSE

Eugénio Rosa    02.Nov.17    Outros autores

Nas recentes eleições para a ADSE a candidatura apoiada pelo movimento sindical unitário teve 45,1% dos votos. A apoiada pela UGT teve 17%. Entretanto, graças ao voto dos representantes do Estado, foi o cabeça desta lista - João Proença - quem foi eleito presidente do Conselho Geral e de Supervisão. À escolha de um personagem em que a esmagadora maioria não votou o governo vem juntando medidas que justificam um alerta aos trabalhadores: a sustentabilidade da ADSE pode estar em causa.

Leer texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos