O Programa de Estabilidade-2020 apresentado pelo governo apenas prevê pagar o “lay-off” a pouco mais de metade dos trabalhadores abrangidos

Eugénio Rosa    21.May.20    Outros autores

Centeno prevê gastar com o “lay-off” apenas 373,3 milhões € por mês. Essa despesa só dá para pagar “lay-off” a 792.354 trabalhadores por mês. Mas segundo o Ministério do Trabalho, em 30 de Abril as empresas já tinham inscrito 1.315.187 de trabalhadores para “lay-off”. Portanto, na previsão do Ministério das Finanças não existe verba para pagar o “lay-off” dos restantes 522.833 trabalhadores. A pergunta é esta: quem garante a estes mais de meio milhão de trabalhadores a totalidade ou parte dos seus rendimentos?

Ler texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos