O recente relatório do FMI, encomendado pelo Governo PSD/CDS,
liquidaria as funções sociais do estado e lançaria o País numa recessão ainda maior

Eugénio Rosa    15.Ene.13    Outros autores

O FMI, ignorando mais uma vez a Constituição da República Portuguesa (para estes “senhores” ela não existe), apresentou um “pacotão” de medidas que, se aplicadas, destruiriam os sistemas públicos de saúde, educação, e segurança social e lançariam o país numa recessão económica ainda maior. E para fundamentar essas medidas de natureza ideológica o FMI não hesita em utilizar dados falsos e inverdades.

Ver em PDF

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos