Rostos da crise:
Reflexões sobre o colapso da civilização burguesa

Jorge Beinstein*    25.Nov.08    Outros autores

Jorge Beinstein
“A crise é mundial e será longa, a acumulação de desajustes e a sua magnitude não sugerem uma recuperação rápida dos sistemas, mas o contrário, ainda que restrinjamos a análise aos seus aspectos económicos (no início de Outubro de 2008 a crise financeira converteu-se num colapso que deitou abaixo o sinal de interrogação a todos os cenários de sobrevivência do capitalismo).”

Carregue aqui para ver o artigo [pdf]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos