:: Outros autores

Odiario

O Vale do Jordão: silêncios hipócritas à beira da tempestade

José Goulão    06.Jun.20

Estamos a menos de meia dúzia de semanas de que aconteça a anexação da Cisjordânia por Israel, ou pelo menos que sejam dados passos que tornem o processo irreversível. Na linha da política de factos consumados através da qual o Estado sionista se tem consolidado como Estado colonial e os palestinianos têm perdido os direitos que lhe estão garantidos nos papéis onde está inscrito o direito internacional. Será o supremo facto consumado na torrente dos factos consumados com que Israel humilha a legalidade internacional. Trump apoia, evidentemente. E a UE mantém a usual posição hipócrita e cínica.

Odiario
Odiario

O capitalismo ensaia a sua distopia espacial

Alex Martins Moraes    05.Jun.20

Uma interessante reflexão sobre a recente aventura da SpaceX, e a campanha mediática que trouxe consigo. Como se o futuro espacial da humanidade passasse a ficar atrelado aos planos de um novo grupo de capitalistas cujos empreendimentos configuram o chamado “NewSpace”, termo que indica, basicamente, a chegada do capitalismo ao espaço e o casamento entre exploração espacial e rentabilidade empresarial directa.

Odiario
Odiario

O regime dos EUA reata as suas grandes manobras militares na Europa

Manlio Dinucci    04.Jun.20

Os EUA e a NATO tinham “anulado” as manobras Defender Europe 2020 por causa do Covid-19. A verdade é que não só não as anularam como as alargaram. Uma enorme provocação e de mais um avanço no cerco operacional contra a Rússia. Designar estas manobras como “Defesa da Europa” é de um extremo cinismo: o que os EUA preparam colocaria a Europa como primeira vítima do conflito. Pode suceder todavia que, como os últimos dias têm indiciado, o imperialismo EUA venha até a colocar o seu monstruoso aparelho militar em guerra contra o seu próprio povo.

Odiario
Odiario

Duas ficções da Economia Dominante

Jack Rasmus    03.Jun.20

Para a teoria económica dominante, as crises são mais difíceis de superar porque os trabalhadores se agarram aos seus salários, e assim as empresas têm menos dinheiro para investir. Nos EUA os trabalhadores perderam rendimentos de 1,3 milhões de milhões de dólares. Os patrões recebem ainda muitos mais milhões em empréstimos, resgates e reduções de impostos. E esse dinheiro é investido? Não, vai para o «casino financeiro que no século XXI define o capitalismo». E não será assim apenas no EUA.

Odiario
Odiario

Dor, raiva, fúria atingem os EUA

AbrilAbril    02.Jun.20

O assassínio pela polícia de George Floyd, um afro americano, desencadeou um dos maiores movimentos de massas desde há muitos anos nos EUA. Estende-se de costa a costa. Todas as condições estavam criadas para que assim sucedesse: o racismo endémico, a extrema desigualdade e segregação social, a degradação das condições de vida e o alastramento da pobreza, a enorme extensão do surto pandémico e a vaga de desemprego que arrasta, uma presidência agressiva, reaccionária e irresponsável, uma classe dominante desacreditada. Os media divulgam e empolam imagens de violência, mas tentam ignorar a violência que lhe deu origem. E não podem ocultar a invulgar dimensão dos protestos de rua.

Odiario
Odiario

O desemprego real é muito superior ao desemprego oficial e ao desemprego registado

Eugénio Rosa    28.May.20

Entre 15/3/2020 e 20/5/2020, o total acumulado de pedidos de emprego aumentou em 814,8%, ou seja, nove vezes mais. E isto apenas em 2 meses. É um indicador da destruição maciça de emprego que se está a verificar, lançando milhares e milhares de trabalhadores no desemprego, deixando-os sem trabalho que é a sua única fonte de rendimentos para viver (eles e suas famílias). E nesse número não estão incluídos 1.325.635 trabalhadores inscritos para “lay-off”, mais de meio milhão dos quais o governo não prevê apoiar. António Costa já afirmou que “vamos ter dois anos muito duros”. Se, como já se verifica agora, o peso das dificuldades é para cair em cima dos que já pouco ou nada têm, espera-se que a lição da “austeridade” tenha ficado aprendida, e que a resposta dos trabalhadores e do povo esteja à altura.

Odiario
Odiario

É o grande capital quem sai a ganhar

AbrilAbril    27.May.20

No último debate quinzenal na AR, António Costa afirmou que não era verdade que o lay-off está fundamentalmente a beneficiar as grandes empresas e multinacionais. Disse até que a esmagadora maioria das empresas apoiadas são pequenas e médias. Uma análise objectiva mostra que ou Costa quis enganar ou então foi enganado, nomeadamente pelo grande patronato que não quer outra coisa senão o lay-off, que são milhões a entrar-lhes no bolso.

Odiario