:: Outros autores

Odiario

O assassínio da Sorefame ou a reescrita da história recente

Fernando Sequeira    12.Ago.20

Opinadores de direita deitam as culpas da liquidação da SOREFAME ao 25 de Abril e aos trabalhadores. A verdade que querem ocultar é que se trata de um dos mais ruinosos resultados da política de privatizações e de subordinação ao grande capital estrangeiro levada a cabo por sucessivos governos da política de direita. O impacto negativo da destruição do sector da metalomecânica pesada, inviabilizando a resposta nacional tanto no plano da vertente metalomecânica e electromecânica de projecto e construção de empreendimentos hidroeléctricos como na construção de material circulante ferroviário é dramático. E os seus responsáveis escusam de tentar esconder-se.

Odiario
Odiario

Outra Hiroshima aproxima-se — se não a travarmos desde já

John Pilger [*]    11.Ago.20

Hiroshima e Nagasaki foram actos de assassínio em massa premeditados que deram início a uma arma de criminalidade intrínseca. Foram justificados por mentiras que constituem o fundamento da propaganda de guerra dos EUA no século XXI, lançando um novo inimigo e alvo – a China.

Odiario
Odiario

A nova velha «pipa de massa»*

João Ferreira    10.Ago.20

João Ferreira«Os “fundos europeus” sempre foram e são uma das faces mais visíveis da integração capitalista europeia. Apresentados como manifestação de “solidariedade da Europa” para com o nosso país, os “fundos” são na verdade uma compensação, parca e interesseira, pelos impactos negativos de uma integração intrinsecamente assimétrica, indutora de divergência entre Estados.»

Odiario
Odiario

75 anos dos bombardeamentos de Hiroxima e Nagasáqui
Pelo fim das armas nucleares

CPPC    07.Ago.20

«Recordar Hiroxima e Nagasáqui é, acima de tudo, um grito de alerta para os riscos hoje existentes: pela dimensão e potência dos atuais arsenais nucleares, uma guerra nuclear não se limitaria a replicar as consequências de Hiroxima e Nagasáqui, antes as ampliaria a uma escala nunca vista.»

Odiario
Odiario

Donald, apetece-lhes algo americano*

António Santos    06.Ago.20

«Esta semana, o bilionário Elon Musk replicou à acusação de envolvimento estado-unidense no golpe contra o governo de Evo Morales, na Bolívia, com admissão pública: «Fazemos golpes onde nos apetecer». E é verdade. Até nos EUA.»

Odiario
Odiario

Artistas*

Anabela Fino    04.Ago.20

A concertada estratégia de promoção do Chega parece ser a de levar o debate para o campo dos conceitos. Que um investigador venha defender que a nova coqueluche do empresariado português não é um partido fascista nem racista, mas sim radical e antissistema, não é muito diferente de dizer que o Estado Novo foi apenas um regime autoritário conservador.

Odiario
Odiario

Um homem de fé

Viriato Teles    03.Ago.20

O centenário de Mário Castrim é ocasião para relembrar a figura singular que ensinou gerações de portugueses a descortinar a realidade (e a parte dessa realidade mediada pela TV) com os olhos da inteligência, da agudeza crítica, da poesia, da esperança num futuro melhor e da luta por ele. Este texto que publicamos é um belo testemunho desse legado.

Odiario