:: Outros autores

Odiario

O ganho médio dos trabalhadores da Administração Pública é inferior ao dos trabalhadores do sector privado com os mesmos níveis de escolaridade/qualificação

Eugénio Rosa    24.Jun.21

É habitual ler-se ou ouvir-se na comunicação social que as remunerações dos trabalhadores da Administração Pública são muito superiores às dos trabalhadores do sector privado. É o argumento habitual de todos os que atacam estes trabalhadores essenciais para todos os portugueses, que garantem o funcionamento dos serviços públicos indispensáveis à população. Por ignorância ou com o objectivo deliberado de manipular a opinião pública, comparam a remuneração média paga no sector privado com a remuneração média paga no sector público, mas escondem que os níveis de escolaridade/qualificação são completamente diferentes nos dois sectores, sendo os trabalhadores da administração pública de longe os mais qualificados. Infelizmente alguns jornalistas reproduzem essa manipulação, que está longe de ser inocente. E acompanha políticas do governo que estão a encaminhar a Administração Pública para o desastre.

Odiario
Odiario

Jones Manoel: «Uma organização revolucionário tem de ter um departamento de hackers»

Uma muito interessante entrevista com um jovem militante do PCB, que impressiona tanto pelo apetrechamento teórico e ideológico como pela vontade e capacidade de equacionar as condições actuais da luta revolucionária, em tantos aspectos com traços novos. O que não significa qualquer alteração de fundo, nem na natureza do capitalismo, nem na das forças que se lhe opõem.

Odiario
Odiario

Mais do mesmo

Carlos Coutinho    21.Jun.21

O muito comentado encontro entre Putin e Biden tem um longo antecedente. Um e outro estão há muito em lugares da maior responsabilidade, à frente de duas potências capitalistas cujos arsenais nucleares são hoje a única coisa que pode fazer hesitar antes de dar o passo que levaria ao desastre global. E do encontro entre ambos foi isso que resultou.

Odiario
Odiario

O Céu da União não é verde

Manuel Gouveia    18.Jun.21

Há muitos anos que a União Europeia tenta impor o Céu Único. Um projecto federalista sempre derrotado pela luta conjugada dos trabalhadores do sector com camadas mais patrióticas de vários Estados membros. Com o andar dos tempos, os argumentos variam: antes era a “redução de custos”, agora são “objectivos ecológicos”. Mas do que se trata, sempre, é de impor a privatização total ou parcial do sector e a liquidação de novas parcelas de soberania nacional. Um crime.

Odiario
Odiario

Porque damos dados pessoais aos Estados Unidos?

Pedro Tadeu    17.Jun.21

É inadmissível que a Câmara de Lisboa tenha fornecido à embaixada russa a identificação de activistas russos que organizaram um protesto. Mas é também inadmissível a dualidade de critérios de políticos e comentadores portugueses que fazem agora acusações e críticas à actuação da Câmara de Lisboa e do seu presidente, Fernando Medina, mas que não dão importância alguma a cedências similares que ocorreram antes, nomeadamente as já denunciadas sobre protestos junto às embaixadas de Israel e da Venezuela, e às que ocorrem há anos com outros países, nomeadamente os EUA, que é sabido controlarem uma rede mundial (inteiramente ilícita) de obtenção de dados pessoais.

Odiario
Odiario

A Covid, os governos da UE e as multinacionais farmacêuticas

Ángeles Maestro *    15.Jun.21

Este importante estudo sintetiza solidamente o essencial: a pandemia é tragédia para muitos milhões de seres humanos, mas é o negócio do século para as multinacionais farmacêuticas. Os governos das grandes potências capitalistas e a UE asseguram-lhes um autêntico regime de monopólio. Produziram com dinheiros e investigação pública, mas as vacinas que produziram estão longe de não suscitar dúvidas. E o trágico paradoxo é que foram precisamente as dúvidas das próprias multinacionais farmacêuticas sobre a segurança dos seus fármacos que levaram ao escandaloso acordo destas empresas com a UE. São os respectivos governos, com dinheiro público, que pagarão as indemnizações por efeitos adversos das vacinas.

Odiario
Odiario

O que está a acontecer na Colômbia

José Goulão    14.Jun.21

Está em curso na Colômbia uma insurreição popular. Uma extensa mobilização política, social e cultural que se levanta contra o regime «narco-fascista» que tenta manter-se à custa de bárbara repressão, talvez sem paralelo num país onde a violência do Estado (e do seu braço paramilitar) não tem limites. Uma resistência heroica acompanhada pelo vergonhoso silêncio dos media dominantes. Houvesse algo de semelhante na vizinha Venezuela, por exemplo, e os focos estariam ligados 24 horas. Mas aqui trata-se de um regime lacaio dos EUA e amigo da UE, portanto não justificará notícias nem comentários. Mas, mais cedo que tarde, povo colombiano vencerá.

Odiario