Uma coisa são as declarações de Costa sobre a importância do investimento na Educação, outra é o que o Orçamento de Estado contempla mais uma vez

Eugénio Rosa    21.Ene.20    Outros autores

Apesar da despesa com a Educação em percentagem da despesa total do Estado ser inferior em Portugal tanto à média dos países da OCDE como aos países da União Europeia, mesmo assim não se tem verificado uma inversão real e continuada de tal situação (em 2020 é inferior à de 2004, 2017,2018 e 2019). A pequena recuperação verificada em 2018 e 2019, regista em 2020 uma nova diminuição. Apesar das declarações do 1º ministro sobre a importância do investimento na educação e da acusação que fez da insuficiência desse investimento no passado ser a causa do défice estrutural do atraso do país, os dados oficiais mostram que Costa não tem uma grande “paixão” pela educação. A paixão pelas “contas certas” à maneira do “antigamente” e para brilhar em Bruxelas tem sido mais forte.

Leer texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos