Sem investimento não é possível criar emprego qualificado nem desenvolver a economia

Eugénio Rosa    17.Feb.21    Outros autores

Sem investimento produtivo o desenvolvimento do país só pode basear-se em sectores de baixa intensidade tecnológica, com baixos salários e baixa produtividade, de que é exemplo o turismo. A economia portuguesa será assim sempre frágil, dependente e vulnerável ao exterior, como aconteceu na crise de 2008 e na actual, em que novamente se vai regredir vários anos. É o resultado de um país e de um governo que investem menos do que aquilo que é destruído pelo uso e pela obsolescência, e em que o stock de capital por trabalhador é dos mais baixos da UE. E a mítica “bazuca” (um embuste propagandístico) deve ser vista à luz desta realidade: o governo fica sistematicamente muito longe das metas na execução dos programas financiados por fundos comunitários.

Ler texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos