Autor: “Jorge Cadima”

Odiario

Fascistas* .

Jorge Cadima    14.Sep.18    Outros autores

«O capitalismo em decadência deixa cair a máscara, mostrando a sua verdadeira face. É tempo de quebrar os silêncios coniventes. É tempo de travar o belicismo e acabar com a NATO. Há que tomar partido pela democracia e a paz. Antes que seja tarde.»

Odiario
Odiario

O círculo*

Jorge Cadima    10.Ago.18    Outros autores

No 73º aniversário do criminoso bombardeamento atómico de Hiroxima e Nagasáqui pelo imperialismo norte-americano é oportuno desmascarar a persistente tentativa de inverter responsabilidades e ameaças. Os EUA, que há décadas usam armas químicas, biológicas, com urânio empobrecido e outras armas não convencionais contra quem não aceita submeter-se aos ditames imperialistas, acusam as suas vítimas de querer fazer o que eles próprios fazem.

Odiario
Odiario

Belicistas NATOs*

Jorge Cadima    28.Jul.18    Outros autores

Na cimeira da NATO, tal como sucedera na reunião do G7, as contradições inter-imperialistas voltaram a manifestar-se. Mas no momento de decidir, todos acompanham Trump, aumentando as despesas militares (públicas) em 266 mil milhões de dólares, que gerarão colossais lucros (privados). A declaração final da Cimeira é um monumento à mentira. Acusa a Rússia de «acções agressivas», mas é a NATO quem comemorou os seus 50 anos com a guerra à Jugoslávia, violando o Direito Internacional e a ONU. Destruiu países inteiros, como a Líbia. Sustenta a acção dos fascistas na Ucrânia e Israel. A Colômbia narco-terrorista tornou-se seu membro associado. No que vai de ano, o patrão da NATO violou acordos internacionais sobre o Irão e Jerusalém.

Odiario
Odiario

Fascismo: passado e presente*

Jorge Cadima    17.Jul.18    Outros autores

Tal como no Século XX, o actual ascenso da extrema-direita é expressão da profunda crise do sistema capitalista, que procura afirmar o seu poder e garantir a sua sobrevivência. O combate ao perigo do fascismo, com velhas e novas características, exige a compreensão da sua essência. Exige que não se ignorem as lições da História, ao mesmo tempo que se identificam características novas que o fascismo assume nos nossos dias.

Odiario
Odiario

Trumpices*

Jorge Cadima    25.Jun.18    Outros autores

Não passa dia sem que estalem novas contradições e rivalidades. A lista é extensa e cresce todos os dias. São as expressões políticas da profunda alteração da correlação de forças económica mundial e da crise do capitalismo que – longe de estar domada – se avoluma por detrás dos biombos erguidos pelos bancos centrais para a esconder e fazer de conta que tudo está bem.

Odiario
Odiario

Vassalos*

Jorge Cadima    18.May.18    Outros autores

A violação das resoluções da ONU sobre Jerusalém pelos EUA/Trump deu luz verde ao bárbaro massacre israelita de muitas dezenas de manifestantes palestinianos. Tornou claro, juntamente com o rasgar do acordo nuclear sobre o Irão, que a classe dirigente dos EUA não tem palavra.

Odiario
Odiario

À beira do desastre*

Jorge Cadima    14.Abr.18    Outros autores

«Impõe-se a vigilância face ao perigo duma monumental provocação dos partidários da guerra, que encaram a Humanidade como o ministro da Defesa de Israel, Lieberman, vê os palestinos que massacra: não há civis inocentes na Faixa de Gaza»

Odiario